11 de mar de 2011

Tribos Urbanas


“Tribos Urbanas” foi o tema do programa “A Liga” (Band) num dia de julho de 2010. No episódio, os repórteres entrevistaram e experimentaram o cotidiano de cada tribo, cada uma com sua particularidade.
Um trecho que foi retirado do site “Audiência e TV”, resume bem qual foi o objetivo do programa: “Rafinha Bastos, Thaíde, Débora Vilalba e Roseanne Mulholland acompanharão tribos de emos, góticos, cosplayers, punks, entre outras, e discutirão seu estilo de vida. A questão do preconceito também será abordada, pois, ao mesmo tempo que o sofrem, também o praticam através da violência.”
Mas do que se trata uma Tribo Urbana? Essa expressão foi usada, pela primeira vez, pelo sociólogo francês Michel Maffesoli, em 1985. Porém, ela ganhou força três anos depois com o a públicação do seu livro: “Le temps des tribus: le déclin de l'individualisme dans les sociétés postmodernes”, ou em português, “O Tempo das Tribos - O declínio do individualismo nas sociedades de massa”. Neste livro, o sociólogo fala sobre a necessidade de envolvimento com um grupo, tratando da cultura como um dos aspectos mais importantes da sociedade, já que é por meio dela que os indivíduos se definem.
Uma Tribo Urbana abriga pessoas com interesses, hábitos, ideologiais, gostos músicais e visão política em comum. Sendo esses muitas vezes não aceitos pela sociedade.
O principal problema das Tribos Urbanas está no fato de existirem rivalidades e preconceitos contra membros de outro grupo. Muitas vezes isso é demonstrado de forma violenta e segregante. Em exemplo disso, pode-se citar os Boneheads (Skinhead white power), que trata-se de uma tribo nazista, tendo como inimigos negros, homossexuais, comunistas e ativistas da extrema esquerda. Apesar disso, existem controvérsias sobre a ideologia dessa tribo. Porém, isto é assunto para outro post.
A diversidade de culturas e ideais que essas tribos apresentam, além da chance de integrar pessoas em uma realidade diferente do cotidiano das demais, faz esse tipo de manisfestação criar laços com a história. Sendo assim, engana-se que pensa que o “fenômeno” das Tribos Urbanas é algo recente, como uma modinha qualquer, e logo irá acabar.

E você? Faz parte de uma tribo?

Continua.
Fontes: Wikipédia

2 comentários:

disse...

Olá! Adorei seu blog, muito criativo! Também tenho um blog e gostaria que vc desse uma olhada. O endereço é: http://www.criticaretro.blogspot.com/ Passe por lá! Lê ^_^

felipe disse...

Creio que minha tribo seja dos que não têm tribo. haha